11/05/2015

Os Frutos do Espírito: Domínio próprio
Mocidade Nova Vida18:14 2 comentários

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.(Gálatas 5:22)


Hoje encerraremos do nosso estudo falando sobre o domínio próprio.

No futebol costuma se dizer que Lionel Messi  tem um dominio da bola extraordinário, que igual a ele não tem ninguém, que ele trata a bola com muita autoridade, ele é capaz de fazer muitas coisas que aos nossos olhos  parece impossível. É de encantar ver Lionel Messi jogar, dá gosto de ver como ele tem o domínio da bola.

Com certeza ele adquiriu tudo isso através de muito treino, muito esforço. Ele tentava fazer diferente dos seus companheiros, sempre cuidou da sua saúde, nunca foi visto envolvido com polêmicas, dificilmente o vemos  em noitadas, em escândalos e tudo isso contribuiu para que ele se tornasse o melhor naquilo que ele faz, que é jogar futebol.

Levando para o lado cristão, quando falamos de domínio próprio nos parece algo quase impossível de ser alcançado. Será que temos dominado nossos anseios e vontades assim como Messi tem esse domínio da bola? Será que temos nos preparado da maneira certa para que possamos alcançar esse domínio? Assim como o Messi precisa treinar e abdicar de coisas para alcançar todo esse domínio, na vida cristã o domínio próprio só pode ser alcançado através de uma vida de comunhão com Deus, regada a muita oração, jejum e leitura da palavra.

Vamos falar um pouco sobre essa luta travada dentro de nós :

CORPO X ESPIRITO

Em romanos 7:19, o apóstolo Paulo diz: “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.

Ao ler o capítulo 7 inteiro, vemos Paulo falando sobre a luta constante que temos contra o pecado, de como o pecado tem poder sobre a nossa vida e que pode nos levar até a morte.

Ouço sempre que o nosso corpo e nosso espírito são como dois animais que precisam ser alimentados, se alimentarmos nossas vontades, logo mataremos a vontade de Deus para nós, e assim faremos com que o nosso corpo vença essa batalha, diferente do que acontece se alimentarmos nosso espírito, temos que ser cabeça sobre animal que temos dentro de nós e não calda.

Ter domínio próprio é poder tomar decisões e agir com a razão e não deixar que as emoções sejam mais fortes, não deixar que a fraqueza seja responsável pelas nossas atitudes. Jovem, geralmente, age por impulso, se apaixona por coisas que a razão diz ser errada, porém a calda (carne) diz que é correta. 

Lembro-me de Pedro, vivia com o mestre, dormia ao lado do mestre, via os milagres que o mestre fazia e quando vieram buscar o mestre para o cumprimento da sua missão, este mesmo Pedro tirou uma espada e cortou a orelha de um soldado. Pedro não tinha domínio próprio, agia por emoções, e assim é em nossas vidas, pregamos, louvamos, oramos, jejuamos, porém, por um descuido, um jogo de futebol, uma moça na rua, um rapaz, uma palavra, podemos perceber que não temos domínio sobre nossos sentimentos, não temos domínio sobre nossas ações.

E o que fazer? Domine suas palavras no momento da oração e peça a Deus que, através da Sua misericórdia, lhe ensine a ter domínio sobre seus sentimentos e emoções, porque dessa forma, a única coisa que te dominará, será o Espírito de Deus!

Fiquem com Deus!






            &             

2 comentários:

  1. Tremendo, excelente explicação Deus te abençoe e ilumine sempre

    ResponderExcluir