06/05/2015

Uma vida em louvor a Deus
Mocidade Nova Vida14:54 0 comentários


Hoje vamos falar um pouco sobre a profundidade do louvar a Deus. Muitas vezes pensamos no louvor como algo limitado a músicas, e, consequentemente, a cantar e tocar. Mas na verdade vai muito além disso.

O louvor compreende uma das muitas formas de adoração a Deus, que pode se dar sim, através das músicas, mas ele envolve muito mais do que melodias e ritmos, muito mais do que letras e composições.

O verdadeiro louvor nasce no coração de quem o entoa e vai refletir, não apenas nas músicas que essa pessoa canta ou toca, vai transparecer também na forma como essa pessoa vive.

Nessa linha de pensamento me vem a mente 1 Coríntios 10:31: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus.” Esse versículo fala claramente sobre ter uma vida de louvor a Deus, que glorifica a Deus.

É muito lindo ter uma voz afinada, saber diversas técnicas de canto, ler partituras e cifras perfeitamente, tocar músicas dificílimas de cor, fazer ministrações belíssimas que tocam o coração de todos que ouvem. Mas, de que adianta tudo isso se o seu proceder cotidiano não louva a Deus? Se sua forma de conversar e se expressar mais se assemelham a de alguém sem temor a Deus do que de alguém transformado pelo Espírito Santo? Se você não sabe o que é amar o próximo como a si mesmo e também esquece o que é submissão aos lideres, pastores, pais, chefes e superiores?

Meu caro, sinto lhe dizer, mas NÃO ADIANTA NADA! Todas as habilidades descritas acima que um bom músico ou cantor deve possuir, qualquer músico e cantor secular podem ter, o que nos diferencia deles é a presença de Deus em nossas vidas e como respondemos a ela.

Se respondermos negativamente o resultado é similar como se não a tivéssemos. Mas se a respondermos positivamente, faremos a diferença por onde passarmos e nas mínimas coisas que realizarmos.  Desde um simples cumprimento matinal ao seu vizinho até a sua postura dentro do ambiente de trabalho e roda de amigos na escola ou faculdade. Desde como você age como filho, amigo, namorado, esposo e etc. até como você lida com as responsabilidades que lhes são propostas no dia a dia, quer na igreja, escola, faculdade, em casa ou no trabalho.

O louvor a Deus com os lábios ou dedos é muito fácil, rápido e indolor do que o louvor a Deus com a vida, esse requer mudança de postura, renúncia, dedicação, esforço, é gradativo e muitas das vezes, pra não dizer todas, irá machucar o nosso ego. Mas não tem como exaltar o nosso ego e a Deus ao mesmo tempo, priorizar nossas vontades e as d’Ele na mesma proporção, ter uma mente transformada por Cristo ocupando-a, apenas e prioritariamente, com coisas desse mundo que a cada dia nos afastam de Deus.

Eu te convido a louvar a Deus não apenas aos finais de semana junto com os departamentos da igreja ou em oportunidades avulsas, mas, também, de segunda a sexta, pela manhã, a tarde e, se possível, também a noite.

Faça mais do louvá-lo com os lábios e dedos, louve-o com o corpo, a mente, as atitude, o coração e a vida!

Ele deu o seu único filho por nós, nada mais digno que nos darmos e louvarmos a Ele por inteiro.

Bendiga, ó minha alma ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome.” (Salmos 103.1)

Deus abençoe!




0 comentários

Postar um comentário