08/04/2015

Os Frutos do Espírito: amabilidade (benignidade)
Mocidade Nova Vida22:22 0 comentários

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.(Gálatas 5:22)


Dando continuidade ao nosso estudo, hoje falaremos sobre a amabilidade, conhecida também como benignidade.

Amabilidade: característica de quem é amável, atencioso, delicado.

Quando falamos de Deus, consideramos Ele uma pessoa muito atenciosa, afinal, os seus ouvidos estão sempre prontos para nos ouvir (Salmos 34:15), e isso O torna único, porque não há nada e nem ninguém na face da Terra que esteja, independente da circunstância ou situação, sempre pronto e disposto a nos ouvir.

Quando Deus nos fez, Ele quis  que fôssemos sua imagem e semelhança (Gn 1:27), Deus sempre está de braços abertos para nos receber quando estamos em situações complicadas, e nós? Será que estamos dispostos a ajudar nossos irmãos quando eles estão em uma situação complicada, onde ninguém estende as mãos para eles, ninguém se compadece de sua dor; quando ninguém se dispõe a ser igual a Deus e atentar os seus ouvidos aos necessitados?

Em Jeremias 22:16, diz assim :

Ele defendeu a causa do pobre e do necessitado, e, assim, tudo corria bem. Não é isso que significa conhecer-me?", declara o Senhor.

O que Deus nos deixa claro nessa passagem é: Quando nos preocupamos com nossos irmãos que precisam de auxílio, tudo na nossa vida corre bem. Eu aprendi que quando nos preocupamos e cuidamos dos que precisam, Deus cuida de nós.

Em um mundo tão globalizado é cada vez mais difícil se ver pessoas conversando, se preocupando de verdade com necessidades do próximo. Achamos que o simples fato de mandar uma mensagem de apoio, ou curtir o status de alguém, quando o mesmo expõe a sua dificuldade nas redes sociais, é o suficiente, mas Deus não manda apenas uma mensagem para você, Ele toma a sua dor para si e te ajuda a superar um momento complicado.

Deus requer de nós uma compaixão maior! Muitas vezes nos achamos superiores aos outros, e, não estendemos a nossa mão para ajudar o outro. Jesus quebrou esse paradigma quando lavou os pés dos discípulos, mostrou que no reino dos céus um precisa lavar os pés dos outros, independente de classe social. É isso que devemos aprender com Cristo, que lavar os pés dos nossos irmãos não significa desonra ou humilhação, mas, significa reconhecer que, se compadecer do próximo faz com que nos tornemos mais parecidos e nos aproximemos mais de Cristo.

Peça a Deus mais amor pelas pessoas, mais amor pelas nações. Que você possa viver realmente o mandamento de Cristo :

Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” (João 13:34)

Deus abençoe!


0 comentários

Postar um comentário